NO AR
Programa:

SC atinge 86% da meta de vacinação contra gripe

Segundo último boletim da Dive, até 13 de junho, 12 pessoas morreram por causa da gripe no estado.

Até esta terça-feira (19), foram vacinadas contra a gripe em Santa Catarina 1.174.096 pessoas pertencentes aos grupos prioritários. Entre os com co-morbidades, como doenças crônicas, foram imunizadas são 369.759. A campanha no estado foi encerrada em 8 de junho e, desde então, a Secretaria da Saúde pediu aos municípios que mantivessem a imunização para o público-alvo até atingir 90%.


O estado chegou a 86% de cobertura do público-alvo, de acordo com Diretoria de Vigilância Epidiomiológica de Santa Catarina (Dive-SC). Desta forma, faltam 4% para chegar à meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, de 90% dos pacientes vacinados.


Até 13 de junho, 12 pessoas haviam morrido por gripe no estado. Desses, 6 foram diagnosticados pelo subtipo A (H1N1), 5 pelo subtipo A (H3N2) e 1 (8,3%) está aguardando a subtipagem. A maioria dos pacientes era de idosos ou pessoas com fator de risco associado, como obesidade, portadores de doenças crônicas e bebês.


“Nosso pedido foi para que as prefeituras abrissem a vacinação para pacientes com idades entre 50 e 59 anos e ainda entre 5 e 9 anos, enquanto tiverem doses disponíveis”, afirmou a gerente de imunização de Santa Catarina Vanessa Vieira da Silva.
 

Como se vacinar
 
A vacina contra a gripe está disponível em qualquer unidade básica de saúde do estado. Para se vacinar, basta apresentar a carteira de identidade. Se tiver uma doença crônica, deve ter em mãos um documento que comprove esta condição.


No caso de professores ou profissionais da área da saúde, devem apresentar um contra-cheque, carteira de trabalho ou outro documento que comprove a ocupação. Pacientes que tenham caderneta de vacinação devem levá-la para que a vacina seja registrada.


“A vacina contra a gripe estimula o sistema imunológico a proteger o organismo dos agravamentos que uma gripe traz, ou seja, evita que a pessoa tenha as condições que podem levar a internar ou morrer”, explicou Vanessa.

Conforme a gerente, que também é enfermeira, há diversos tipos de vírus da gripe e apenas contra três a vacina imuniza o paciente. “Quando se ouve relatos de pessoas que tomaram a vacina e tiveram gripe é por isso. Na vacina, há imunização contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza B, que são os que podem levar à morte", declarou.

Fonte: G1 SC

Ao Vivo

Trânsito Agora

Tempo